Belezas da Terra
Avalie este item
(0 votos)
Após sobreviver grave acidente, itamarandibano João Paulo volta a cidade natal e cria canal no YouTube para registrar momentos de sua vida

O itamarandibano João Paulo é filho de José Maria, conhecido como Chaves que, embora já falecido, é sempre lembrado pelo hábito de tirar fotos. João sempre trabalhou como pedreiro em Itamarandiba e no ano de 2016 foi trabalhar em Pará de Minas, em razão da ausência de oportunidades de emprego na cidade.

Após trabalhar por cinco meses em Pará de Minas, João sofreu um grave acidente de carro que quase ceifou sua vida e deixou muitas sequelas.  Foram cinco meses usando cadeira de rodas e mais seis meses utilizando muletas para se locomover. Atualmente, João faz uso de bengala para realização das atividades cotidianas. 

Em razão do acidente, João retornou para Itamarandiba, pois o custo de vida tornou-se alto demais. Como não pode mais trabalhar, resolveu criar um canal no YouTube para postar vídeos do acidente e também para tentar se distrair, o que acabou se tornando um hobby e a cada oportunidade de sair de casa, João registra todos os momentos para postar em sua página. 

O canal possui conteúdo diversificado, como vídeos de pescaria, coisas da roça, além de receitas, visando atrair todo o público em geral. Para conferir, basta visitar a página no YouTube https://www.youtube.com/channel/UC1gKp2kQBh_g_lSEVtyhUVw e também pelo Instagram https://www.instagram.com/p/Bt_613XD3wk/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=1fec67ja54j01

Acesse os links e divirta-se com o Canal do Mineiro Tudo da Roça!

“Na vida temos momentos bons e momentos que precisamos ter fé para superar as adversidades da vida”. Disse João Paulo. 

Avalie este item
(0 votos)
Cantora Suélen Souza, que desde criança canta e encanta por onde passa, fala sobre seu trabalho com a música

Suélen de Souza Silva, de 16 anos, atualmente reside na cidade de Carbonita-MG.
Desde pequena sempre foi apaixonada por instrumentos, e aos 10 anos entrou na aula de violão, começando a treinar com um bem velhinho que seu pai tinha guardado desde a adolescência.

Após iniciar as aulas de violão, começou também a cantar e foi se apaixonando pelo ofício. As oportunidades foram surgindo, e Suélen começou a se apresentar na escola, em festas culturais.

Sua primeira “grande” apresentação foi num festival da escola, aos 11 anos, com um violão maior que a pequena criança que o segurava. Todos se surpreenderam ao ver uma garota tão nova com a coragem de subir num palco pra tocar e cantar.

Naquele dia se iniciou um sonho e, após um tempo, o professor Celso Donato a convidou para entrar para banda CarboSamba. A Banda se apresentava em eventos da cidade e da região, choperias de Itamarandiba como a Daimon e Buffalo Beer. Suélen permaneceu por dois anos na Banda e teve experiências incríveis, que proporcionaram seu crescimento enquanto pessoa e musicista.

A Banda foi o pontapé na decisão de querer mais visibilidade, de uma forma que as pessoas enxergassem seu sonho e seu verdadeiro estilo. Assim, em 2018, Suélen decidiu seguir carreira solo, e hoje se apresenta como Suélen Souza Voz e Violão, em casamentos, festas particulares, barzinhos (restaurantes, choperias) em toda região, com estilos musicais variados para agradar a todos os públicos, como Sertanejo ( Raiz e universitário), MPB e até pagode, além de, em alguns fins de semana, cantar na igreja.

Em Carbonita, Suélen se apresenta nos seguintes locais: D’GUSTE , Zeu Spettos, Lanchonete Nova Esperança e pequenas apresentações como o Viola dos Gerais.
Em Itamarandiba : Tradição Mineira e Mix Center Bat.

Telefone para contato:
(38) 997321657
Instagram: @ssouza_oficial

Avalie este item
(0 votos)
Conheça a história de Zé Cocada, artista popular de Carbonita, Minas Gerais

José de Jesus Morais conhecido popularmente por Zé Cocada é filho de Augusto Pereira de Morais e Tereza Martins de Morais. Natural de Carbonita, teve uma infância difícil, perdeu seu pai em 1984, quando tinha apenas nove anos de idade. Seu pai era organizador do grupo de folia de Reis de Carbonita, que se apresentava em todo o município. Mas sua maior tristeza é não ter tido a oportunidade de aprender sobre isso com seu pai.

Nos meados de 96 e 97, cantou pela primeira vez em um show de calouros em Carbonita, ficando em 1º lugar, o que o motivou a procurar os instrumentos que pertenciam a seu pai. No ano de 2000 foi agraciado com a posse dos instrumentos “violão e viola” que eram de seu pai. Com essa aquisição, iniciava uma nova etapa na vida de Zé Cocada.

Zé começou a tocar e cantar e, com a ajuda de amigos, em pouco tempo formou a dupla César e Cocada, cantando músicas sertanejas e forró. Nessa época já demonstrava uma certa habilidade com os instrumentos. No entanto, a dupla se desfez, pois seu companheiro Cesar precisou se mudar para BH, por motivo de trabalho. Cocada continuou seu aprendizado e se apresentava sozinho, fazendo voz e violão.

Ainda em 2000, juntamente com Zé da Luz, o famoso Caçulinha e com Fábio Coimbra, formaram a Banda Forró Legal, deslanchando como vocalista e compositor. Esse trabalho durou por treze anos, se apresentavam em todas as regiões, sendo que aquilo que deveria ser cansativo passou a ser prazeroso e tomou forma. Com o tempo, a Banda também se findou e Zé Cocada começou a fazer show solo.

No decorrer desta trajetória, participou de vários festivais, sendo premiado em todos eles, frisando sempre a noite literária do festivale de Araçuaí que lhe rendeu o 3º lugar,assim como a publicação do seu poema no livro do festivale. Recentemente conquistou o 4º lugar no festival de música inédita, promovido pelo instituto Viola dos Gerais, em parceria com Inter Tv Grande Minas, com a música de sua autoria ‘Lamento Sertanejo’.

Atualmente, Zé desenvolve um projeto chamado Risos e Viola, de sua autoria, que é um resgate à musica Sertanejo Raiz e aos contadores de causos. Além de fazer shows com o Nome artístico Zé Cocada & Cia, tem o prazer de cantar ao seu lado sua filha Tayná, que o acompanha desde os cinco anos de idade e também o amigo, sobrinho e irmão “Fábio Patrício” conforme descrito por Cocada.

Ainda, recentemente retomou a trabalho com a Banda Forró Legal, juntamente com o Zé da Luz e Fábio Patrício. Segundo Zé Cocada, a música mudou sua vida e o ensinou a ser uma pessoa melhor, mais perceptiva. Diz ainda ser muito grato a cada um dos aqui mencionados, por fazerem parte de sua vida e terem contribuído com seu aprendizado.

Conheça o trabalho pelo youtube Zé Cocada voz, viola e violão.

Instagram Zc viola “ Zé Cocada”

Facebook  Ze Cocada

Contato para shows: 038 9 9947 1369.

 

Avalie este item
(0 votos)
Policial Militar Adriano da Mata, busca parceria com empresários de Itamarandiba e faz doação de uniforme para time de futebol feminino

Há quase cinco anos atuando em Itamarandiba, o Policial Militar Adriano da Mata vem se destacando na comarca. Por estar sempre interessado em participar de eventos esportivos, sentiu-se sensibilizado com uma causa abraçada por um casal de amigos, Valdir e Juliane. O casal, de forma beneficente, treina um time de futebol de salão feminino. Time este que tem participado de vários jogos e competições e em breve disputará um campeonato na cidade de Carbonita.

Adriano se sensibilizou com a atitude de Valdir e Juliane e buscou apoio junto a dois empresários da cidade para auxiliar o projeto. Em conversa com Agíbio de Sousa Filho, conhecido como Bim, proprietário da Loja Nova Era Modas e com PIAZZA, proprietário da empresa PIAZZA CONFECÇÕES, obteve êxito ao conseguir o patrocínio de um uniforme para a equipe de futebol de salão feminino. 

Nesta Quinta Feira, 28 de março, os uniformes foram entregues às 21:00 horas, no Ginásio Poliesportivo de Itamarandiba, em forma de surpresa preparada para as jogadoras que ficaram muito felizes. O novo uniforme será usado no Campeonato que se realizará em Carbonita. 

Os treinadores Valdir e Juliane, assim como os demais membros da comissão técnica que apoiam o time de futebol, ficaram muito agradecidos com a iniciativa do Policial Da Mata.

Emocionadas, as jogadoras prometem honrar o novo uniforme e se empenhar ainda mais nos jogos para um boa classificação e quem sabe ganhar o título deste campeonato e trazer a Taça de Campeão para Itamarandiba.

 

Avalie este item
(0 votos)
Capa do mês de março, Karol Correia, veste Ravik Boutique

Karol Correia, foi a capa do mês de março do Jornal O Vale Hoje. A moça vestiu looks da Ravik Boutique. A maquiagem ficou por conta de Samantha Reis.

 

Idade: 19 anos

Peso: 52Kg

Altura: 1,66m

Cintura: 60 cm

Busto: 63 cm

Avalie este item
(0 votos)
Projeto Rede Solidária faz entrega da casa da Dona Rita, toda construída com doações

Na tarde deste sábado, 16 de março, ocorreu a entrega da casa da Dona Rita, conhecida como Rita Balaieira. Tudo isso foi possível graças às doações para a demolição e construção da nova casa. Rita é conhecida na cidade como uma pessoa lutadora, que trabalha por toda a cidade vendendo vassouras e lenha que busca no meio do mato e leva de casa em casa na cidade de Itamarandiba. 

Para que seu sonho fosse realizado, Dona Rita pediu ao Carlos Leal, que trabalha com propaganda volante e tele-mensagens, que a ajudasse divulgando sua necessidade na internet. Então, no mês de setembro do ano de 2018, Carlos Leal postou um vídeo mostrando a triste realidade da Dona Rita, que tocou o coração do empresário e proprietário da Eletroloja Gomes, Délcio Gomes. Na época, Délcio estava de férias fora da cidade, mas pelas redes sociais se comoveu e anunciou que doaria toda a construção da casa para Dona Rita.

Deste então, surgiu o Projeto Rede Solidária, com a força das redes sociais e amor ao próximo, tornando possível a  construção da casa da Dona Rita.

Já na tarde deste sábado, 16, ao entregar as chaves da nova casa, estiveram presentes o idealizador do projeto Carlos Leal, os empresários Délcio Gomes e Robson Leal da empresa Madeireira cascatinha, além dos vizinhos que acompanharam a entrega e felicitaram Dona Rita por essa grande benção recebida.

Além da casa, que tem sala, dois quartos, cozinha, banheiro e uma área de lavanderia toda coberta, também foram doados cama, guarda-roupa, sofá, rack, TV, geladeira, armário de cozinha, fogão, tanquinho e jogo de mesa com quatro cadeiras. 

A casa está totalmente acabada com piso e forro e Dona Rita parecia não acreditar no que estava vendo, ficando extremamente emocionada. Ao entrar em cada cômodo da casa, passar suas mãos por tudo que estava vendo e que Deus tinha lhe enviado, chorou muito.

“Hoje é um dia muito especial para todos nós, pois a Dona Rita Balaieira está conseguido realizar o sonho de ter uma casa nova e viver com mais dignidade. Agradeço a todos que contribuíram com o Projeto Rede Solidária, no caso da Dona Rita, em especial ao empresário Délcio Gomes que fez a doação de toda a construção da casa. Agradecemos também às inúmeras pessoas que ajudaram na aquisição dos móveis. O Projeto Rede Solidária surgiu no final do ano passado, mas antes algumas ações já haviam sido feitas, como doações de cestas básicas e móveis, mas a construção de uma casa foi a primeira grande obra que com a ajuda da população está sendo realizada. Hoje temos outra obra em construção, com a ajuda de muita gente de Itamarandiba, além de doações de moradores de outras cidades e até dos Estados Unidos. Espero que o projeto não pare por aqui e possa continuar por muitos e muitos anos, para que possamos ajudar ao próximo” Disse Carlos Leal.

Para quem quiser ajudar ao projeto, basta acompanhar o Carlos Leal nas redes sociais ou entrar em contato para ajudar nas questões que aparecem na comunidade. Contato (038) 99841 3505, facebook https://www.facebook.com/CarlosLeal2018

-

Pagina 1 de 39

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeBelezas da Terra