Notícias da Região
Avalie este item
(0 votos)
Clínica Odontológica Karine Chaves: Escovação - melhor método de prevenção contra a cárie dentária

A cárie dentária na infância apresenta uma dimensão multifatorial. Dieta rica em carboidratos refinados é uma variável fundamental no surgimento da cárie.

Estudos recentes demonstram que a dieta influencia na produção de ácidos, quantidade e composição do biofilme bacteriano e qualidade da secreção salivar, reduzindo a proteção natural e limpeza que ela exerce sobre os dentes e fazendo com que as bactérias utilizem o açúcar para produzir ácidos que destroem o dente.

A importância de limpar corretamente os dentes dos pequenos após as refeições está no fato de que a cárie é uma doença de evolução rápida e extremamente dolorosa, podendo se instalar de forma imperceptível para os pais, por ter como sinais iniciais manchas brancas localizadas próximas à gengiva, tornando o acesso difícil e dificultando o tratamento. Essa condição é reversível e pode, nesse momento, ser tratada. Caso não seja, pode evoluir para uma coloração acastanhada seguida de uma cavidade.

Por acometer seriamente a dentição das crianças, essa doença merece a atenção dos pais quanto aos cuidados básicos relativos à prevenção, que se inicia com o hábito de higiene bucal, sendo muito importante não apenas para prevenir a cárie, mas também para que a criança se acostume a essa rotina. A motivação dos pais torna-se um indispensável fator de prevenção, pois o correto é que se inicie a limpeza o mais precoce possível, antes mesmo da erupção dos primeiros dentes – entre o 2° e o 3° mês de vida do bebê.

A higienização deve ser realizada com uma gaze ou fralda molhada em água filtrada quando o pequeno ainda não possuir dentes ou, caso já tenha irrompido os dentes decíduos, escovar os dentes da criança com escovas apropriadas e creme dental com flúor, pois segundo a Associação Brasileira de Odontopediatria (ABO) já é preconizado o uso de pasta de dente com flúor, desde o primeiro dente. A pasta deve ser de pelo menos 1.000 ppm. A escovação deve ser feita duas a três vezes ao dia. A quantidade de creme dental varia de acordo com a idade da criança:

●         Bebês (0 a 3 anos) metade de um grão de arroz cru (0,05g)

●         Crianças que não sabem cuspir (3 a 7 anos) um grão de arroz (0,1g)

●         Crianças que já sabem cuspir (+7 anos) um grão de ervilha (0,3g)

Caso a criança não deixe escovar os dentes, a mãe precisa ter paciência e tentar transformar a escovação em uma brincadeira divertida, usando uma escova colorida ou cantando durante os movimentos da escovação. É interessante que o bebê a veja escovando seus próprios dentes e tenha uma experiência agradável na primeira consulta ao dentista para não gerar medo ou trauma no futuro.

 

Lanna Amaro

Cirurgiã- Dentista

 

 

Avalie este item
(0 votos)
Live Premiada com a banda Beco do Samba

A agência Zé Bubu Publicidades vem realizando o projeto Live Show com o intuito de promover o entretenimento e a valorização dos artistas locais, e nesse mesmo conceito agora se direciona as pequenas empresas, com o intuito de fomentar as vendas e oferecer benefícios aos consumidores. 

Para o lançamento do novo projeto, será denominado Live Premiada, que será realizada no dia 25 de julho e será transmitida ao vivo no YouTube no canal da Agência Zé Bubu Publicidades, com o incentivo das empresas Wordnet Fibra Óptica e  da Líder Motos, que estarão ofertando diversos prêmios. 

A Live Premiada também atuará com o objetivo de arrecadar doações em prol da entidade Apae de Itamarandiba. O evento conta com o apoio das empresas participantes, o Jornal Itamarandiba Hoje, as rádios Câmara e Millenium FM e equipe VCS eventos

Avalie este item
(0 votos)
Município publica decreto que obriga empresas a realizarem testes de Covid-19 nos funcionários, como medida estratégica ao enfrentamento da crise sanitária

Na data de hoje (06/07), a Prefeitura de Itamarandiba publicou o decreto que dispõe acerca de novos critérios a serem respeitados pelos estabelecimentos essenciais e não essenciais com funcionamento autorizado no município. De acordo com o documento as empresas terão que realizar teste de Covid-19 de parte de seus funcionários e colaboradores.

A medida, aprovada pelo Comitê Municipal de Enfrentamento e Contingenciamento em Saúde Covid-19, no último sábado (04/07), ante o aumento de casos confirmados no município e na região; visa garantir a atuação estratégica do município no rastreio da incidência/prevalência do coronavírus junto aos diferentes setores da economia local.

Nesse sentido, os empregadores, a partir da data de hoje, terão até 15 dias para realizarem os testes; ficando como critério quantitativo para fins de testagem:

•          Empresas com mais de 20 funcionários deverão testar 15% (quinze por cento) do quadro dos seus colaboradores.

•          Empresas com até 19 funcionários deverão testar 20% (vinte por cento) do quadro dos seus colaboradores.      

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, as informações serão importantes para subsidiar a atuação do poder público e as deliberações do Comitê, especialmente para (re)avaliações das medidas preventivas, sanitárias e restritivas até aqui estabelecidas junto aos setores econômicos.

Vale destacar, que a Secretaria Municipal de Saúde, no mês de junho, realizou o rastreio da prevalência do coronavírus no município itamarandibano, sendo testadas 45 pessoas em diferentes estabelecimentos, públicos e privados da cidade. À época, foram testadas especialmente as pessoas em idade economicamente ativa e todos os resultados foram negativos.

A partir de agora, no entanto, a medida passa ser exigida aos estabelecimentos privados que deverão realizar a testagem de parte de seu quadro de colaboradores, conforme critérios quantitativos e prioritários.

Terão preferência a realizarem os testes os funcionários inseridos em grupo de risco à Covid-19, aqueles com menores rendimentos e os expostos a maiores circunstâncias de risco ao contágio, a exemplo de operadores de caixa e aqueles que tratam diretamente com o atendimento ao público e com trânsito em outros municípios.

O decreto institui, também, que os estabelecimentos deverão exigir dos colaboradores a realização de autoavaliação periódica para identificação de sintomas suspeitos. O formulário deve ser aplicado semanalmente.

Trata-se de um questionário simples em que o próprio funcionário responderá se apresentou ou tem algum sintoma característico da Covid.19. As autoavaliações serão mantidas no próprio estabelecimento, podendo ser requisitadas a qualquer momento pela fiscalização sanitária. Além disso, os estabelecimentos deverão afixar em local visível cartaz, disponibilizado pelo Ministério da Saúde, com informações gerais da doença.

Todas as medidas estabelecidas pelo decreto são aplicáveis aos estabelecimentos essenciais e não essenciais autorizados a funcionar no município de Itamarandiba, aí incluídos os estabelecimentos industriais, agrossilvipastoris e aqueles que se encontram apenas com operacionalização interna e com as atividades em sistema de teleentregas.

 

            Para visualizar o decreto 4689/20 CLIQUE AQUI

            Para baixar o formulário de envio de testes CLIQUE AQUI

            Para baixar o formulário de autoavaliações de funcionários CLIQUE AQUI

            Para baixar o cartaz do Ministério da Saúde CLIQUE AQUI

 

Fonte: Da redação: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Itamarandiba

Avalie este item
(0 votos)
Célio Goiano trabalha no resgate visual de imagens do passado, molduras e foto para lápides, há mais de 30 anos

Célio Goiano é conhecido em Itamarandiba pelo trabalho social que realiza na área do esporte com as crianças.

com mais de 30 anos de experiência, trabalha no resgate visual das imagens do passado, proporcionando serviço de restauração de fotos antigas e danificadas, molduras de alta qualidade, fotos para lápides, imagens religiosas, dentre outros trabalhos. Tudo com qualidade para assegurar a perpetuação das memórias de pessoas e momentos especiais.

“Eu comecei a trabalhar com restaurações e ampliações de fotos aos 18 anos e sempre gostei de fotos.Com o incentivo da minha irmã e do meu cunhado, e por ter conhecido meus avós apenas por fotografias, comecei a trabalhar com restaurações e ampliações e tudo sobre fotos. É muito bom poder passar para as pessoas a importância de ter uma lembrança das pessoas que você nem conheceu que irá poder ver pelo menos através da fotografia.” Disse Célio Goiano.  

 

Faça seu orçamento e conheça os serviços pelo telefone WhatsApp (38) 9 9921-3490.

Avalie este item
(0 votos)
Dra. Juliana Cristina Costa Lobato, Juíza da comarca de Itamarandiba, concede entrevista ao Jornal O Vale Hoje e fala um pouco sobre sua trajetória

A Dra. Juliana Cristina Costa Lobato é a Juíza de Direito Substituta do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que atua na comarca de Itamarandiba. Natural de Belo Horizonte/MG, em sua família o seu pai é servidor de carreira aposentado do TJMG e sua irmã, servidora da Advocacia-Geral do Estado.

Há quanto tempo trabalha na função de Juíza de Direito?

Ingressei na magistratura há 5 (cinco) meses. Tomei posse no dia 31 de janeiro do presente ano, data a partir da qual exerço essa missão que me foi confiada.

Nesse período, antes de ser designada para responder pela Unidade Judiciária de Itamarandiba, tive a oportunidade de atuar no Projeto Pontualidade como Juíza Cooperadora na 17ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte, bem como na 1ª Vara Cível da Comarca de Nova Lima.

Na infância, qual era a profissão que sonhava exercer? Como se deu a opção pela magistratura?

Nunca tive dúvidas a respeito da carreira que eu queria seguir, a escolha se deu de uma maneira muito serena e genuína. O exercício da magistratura sempre pulsou de forma marcante. Paulatinamente, o que era apenas um sonho de criança foi se transmudando em algo mais concreto, sobretudo, ao acompanhar o ingresso já tardio do meu pai na Faculdade de Direito, contexto que contribuiu ainda mais intensamente para a opção pela carreira.

Já sofreu preconceito no trabalho por ser mulher?

Felizmente, não experimentei práticas preconceituosas em razão do sexo ou do gênero. Atuei como conciliadora e estagiária do TJMG, posteriormente como advogada em dois escritórios distintos, e em todos os ambientes profissionais pelos quais perpassei sempre fui respeitada.

Muito embora não tenha vivenciado esse tipo de situação, não se pode olvidar que as mulheres, ainda hoje, enfrentam inúmeras dificuldades para se inserir e se manter no mercado de trabalho, pelas mais variadas razões, cenário que precisa ser revisto.

 

Qual a maior dificuldade dessa profissão?

Incontáveis são as agruras do cargo.

A sobrecarga de trabalho face à frequente judicialização das relações jurídicas, aliada ao reduzido quadro de servidores e colaboradores, é tarefa árdua, exigindo intenso esforço e dedicação, o que torna o exercício da judicatura ainda mais valoroso, um verdadeiro sacerdócio.

Lidar com os sentimentos, as aflições e os problemas humanos, das mais variadas nuances, envolvendo questões sensíveis em tempos de constantes ataques ao Poder Judiciário, requer serenidade, sabedoria, compaixão e empatia.

Ingressar na carreira em meio a uma pandemia é ainda mais desafiador.

A sociedade espera muito de nós, e o (a) magistrado (a), em seu viés humano e social, deve ter sempre em mente o quão a instituição é importante para a vida do cidadão. É necessário entender a angústia daqueles que buscam o Judiciário e, somente assim, seremos exitosos no exercício da função, promovendo a missão precípua da instituição, qual seja, a pacificação social.

 

Em Itamarandiba, há mais de 15 anos não há uma mulher nessa função. O que a senhora falaria para as jovens que pretendem seguir essa carreira?

As mulheres precisam vencer a sobrecarga de um sistema estrutural desigual. A magistratura ainda é uma carreira predominantemente masculina, mas esse cenário vem se transformando lentamente, é verdade, devendo ser considerado os avanços alcançados.

Para as jovens que tencionam seguir essa carreira, deixo uma mensagem: não se apequenem, tampouco se acanhem. Nós, mulheres, simbolizamos fonte inesgotável de capacidade, competência, inteligência, sensibilidade tão necessária ao exercício da função, mas, notadamente, somos a representação da força feminina, que mesmo diante de constantes desafios enfrentados, diuturnamente, não nos permitimos sucumbir.

O lugar de vocês é onde vocês quiserem e escolherem. Lutem bravamente, persistam, sejam resilientes e levem a paz e a justiça aos milhares de jurisdicionados que terão a honra de ser servidos por vocês, que são terreno fértil para florescer a representatividade feminina na magistratura brasileira.

 

Qual a opinião da senhora acerca do posicionamento do Judiciário sobre a pandemia do coronavírus?

Nesse contexto de crise epidemiológica, o Poder Judiciário deve evitar intervir no âmbito das políticas públicas.

Contudo, uma vez instado e provocado diante dos contextos fáticos que se lhe apresentam, não pode se omitir, quedando-se inerte. Importante ponderar que a atuação do Judiciário deve ser pautada sempre no ordenamento jurídico vigente.

E o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, assim como o Judiciário Brasileiro, tem envidado todos os esforços no enfrentamento dessas questões, envolvendo a pandemia de COVID-19, atuando de forma implacável frente aos desafios que vem surgindo.

Por oportuno, importante ressaltar que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais vem adotando todas as cautelas necessárias no tocante às medidas de prevenção e proteção que o momento requer, agindo com comprometimento e eficiência, o que se projeta no aumento da produtividade dos magistrados, servidores e colaboradores da justiça mineira em prol da sociedade.

 

Qual a mensagem a senhora deixa para o povo de Itamarandiba?

Inicialmente, preciso externar minha gratidão pela forma como fui gentilmente recebida e tão bem acolhida pelos cidadãos Itamarandibanos.

Ressalto que o Poder Judiciário constitui o instrumento concretizador das liberdades civis, das franquias constitucionais e dos direitos fundamentais assegurados pelos tratados e convenções internacionais subscritos pelo Brasil.

Arrisco a dizer que a missão socialmente mais importante, indeclinável e sensível que se impõe aos magistrados é justamente a de atuar como instrumento da Constituição, na sua defesa incondicional e na garantia real das liberdades fundamentais da pessoa humana.

Atuando na Comarca há 1 mês, espero bem e fielmente exercer essa nobre missão que me foi devotada, sem que me falte jamais o brilho nos olhos e o amor ao ofício, mas acima de tudo, que jamais me faltem forças para ser instrumento de efetivação da justiça.

Que a travessia por esse período de pandemia não seja em vão e ressignifique nossas vidas e nossos valores.

Faço votos de que a passagem por esse momento delicado contribua para tornar nossas relações interpessoais menos conflituosas e combativas, cedendo espaço ao afeto, à tolerância e à solidariedade.

Estejamos conscientes do nosso papel na comunidade que integramos e fazemos parte, para que possamos exercê-lo com responsabilidade social.

Cuidem-se, cuidem de suas famílias, cuidem de seus amigos, cuidem uns dos outros.

E sempre que precisarem, o Poder Judiciário de Minas Gerais estará de portas abertas para recebê-los.

Avalie este item
(0 votos)
Buffet Maria do Zé Rosa na prevenção da Covid-19

Em época de pandemia do coronavírus a equipe do Buffet Maria do Zé Rosa continua trabalhando com as mais rigorosas normas de higiene e com deliciosos produtos.

A diferença é a utilização das máscaras e álcool em gel. Ainda conta com a disponibilidade do álcool em gel para seus clientes.

Todo ambiente é higienizado constantemente e os cuidados são tomados para segurança de todos.

Faça seu pedido pelos telefones (38) 3521-1101 / 9 9116-8012 WhatsApp

  

Dicas de prevenção da Covid-19:

Use máscara

Lave as mãos com água e sabão ou álcool em gel

Evite aglomeração

Se puder fique em casa, principalmente pessoas do grupo de risco

Em caso de sintomas de gripe acompanhado de febre entre outros, ligue primeiramente para sua unidade de saúde

Pagina 1 de 147

 

{{galo}} {{face}} {{zero}}
HomeNotícias da RegiãoClínica Odontológica Dra. Karine Chaves: Dor de Cabeça ou Músculos da face doloridos?